terça-feira, 5 de junho de 2018

Conheça a segundona: Juventus

GRÊMIO ESPORTIVO JUVENTUS 
Fundação: 1o. de maio de 1966 
Cores: Grená, Preto e Branco 
Estádio: João Marcatto - Particular (7.000 lugares)  
Presidente: Cristiano Humenhuk
"Técnico: Eduardo Clara 
Ranking "BdR" 2017: 15o. Lugar 
Catarinense 2017: 17o. lugar na Série B




O moleque travesso de Jaraguá do Sul é um clube que conta com muitos torcedores (pra se ter uma ideia, a primeira leva de camisas oficiais deste ano se esgotou rapidamente), mas vem devendo muito no que diz respeito ao futebol. A campanha do ano passado foi absurdamente trágica, com apenas três vitórias e onze derrotas em 18 jogos, terminando a Série B numa incômoda vice-lanterna, a frente apenas do seu rival de cidade Jaraguá, que acabou rebaixado para a terceira divisão. Para este ano, o clube teve troca de presidente: há cerca de um mês, Sérgio Meldola deixou o comando do clube para assumir o Olmpya, time feminino de Jaraguá. Assumiu Cristiano Humenhuk, de apenas 35 anos de idade, com planos bem definidos: “Nosso objetivo a curto prazo é levar o Juventus novamente a primeira divisão estadual e finalizar o conselho do clube que está bem encaminhado, a médio prazo, levar o clube a série D e continuar trabalhando na quitação de dívidas de gestões passadas”, afirmou.

Para o comando técnico do time, vem mais uma figurinha carimbada da segundona, com passagem por outros clubes do Estado, incluindo o próprio Juventus. Eduardo Clara, de 47 anos, retorna após passar por Jaraguá em 2016. Já treinou o finado União de Timbó, Camboriú (onde conseguiu acesso) e Atlético Tubarão. Seu último clube foi o São Raimundo, do Amazonas. Tem conhecimento da realidade desse torneio e a visão de mercado que busca a montagem de um time bom e barato. “O objetivo único é o acesso. Já subi com outra equipe em Santa Catarina e tenho esse sonho de levar o Juventus à Série A”.



O elenco do Juventus tem muita gente desconhecida no Estado, fruto da garimpagem feita pela diretoria, mas dois nomes aqui se destacam: o inoxidável volante Anderson Pedra, de 31 anos e quatro passagens anteriores pelo clube, ainda com passagens por JEC e Paraná, e a grande estrela da companhia, o atacante Jonatas Obina, de 32 anos. Se o nome não é estranho, a gente lembra: Obina chegou a ser titular do Atlético-MG em algumas partidas em 2011, no time treinado pelo técnico Cuca. No ano seguinte foi emprestado ao Ipatinga e rodou bastante, até ser contratado pelo tricolor jaraguaense para a Série B. Pouca gente sabe, mas ele é cidadão naturalizado de Guiné Equatorial, tendo participado das Eliminatórias da Copa de 2014.

O Juventus não tem um elenco muito conhecido, fugindo da lista de outros times, repletos de jogadores tarimbados na segundona de Santa Catarina. Tem um técnico que conhece os caminhos, e isso precisa ser considerado. Além do mais, o clube deve ao seu apaixonado torcedor uma participação mais digna, depois do vexame do ano passado. Vamos ver até onde esse time poderá chegar.